_________________________________________

_________________________________________
Publicidade

13.8.09

4 princípios de administração no rádio


Princípio 01 – Quem manda é o ouvinte, não o formato.


Encontrar novos ouvintes para rádio é o mantra número um do diretor de rádio. É por esse motivo que rádios excessivamente segmentadas musicalmente dificilmente saem de um patamar fixo de audiência. Claro que existem variáveis mercadológicas, como localidade, público, sexo, poder aquisitivo, entre outros fatores que definem se a rádio segmentada tera´audiência ou será mesmo lucrativa.
Ouvintes de rádio pensam nos seguintes termos: “Eu gosto disso!” ou “Eu não gosto disso!”. Pesquisando os gostos musicais de sua audiência e entregando a eles o que os interessa (ao contrário do que você acha instintivamente), maximizará as suas chances de sucesso.

Princípio 02 – Pense de fora para dentro, não de dentro para fora.

A única realidade que conta é a do ouvinte. Se o seu público acredita que a rádio preenche um propósito em suas vidas, eles vão lembrar da marca da sua emissora ao serem interpelados pelos institutos de pesquisa. Mas se você simplismente copia o que já existe no dial, e seu concorrente já tiver uma diferença de audiência considerável em relação à audiência da sua emissora, saiba que você tem em mãos uma situação quase impossível de se modificar. Lembre-se: Diferencial é o importante, principalmente se o público-alvo for o mesmo.

Princípio 03 – Propaganda, propaganda, propaganda!

Seja o “top-of-mind” no seu segmento. E a melhor forma de fazer isso é divulgar os benefícios que a sua estação oferece por toda a programação. E mais do que isso, espalhe o nome da sua emissora por todos os meios de comunicação disponíveis. Não apenas pela internet (sites, redes sociais, etc.) como também em outdoors, revistas, TVs e muitos outros. Permute espaços da rádio em troca de publicidade externa (cross media).

Princípio 04 – Faça as boas perguntas diariamente.

Você deve conhecer profundamente o público para o qual se dirige. Você deve conhecer profundamente o que a sua concorrência está fazendo. Compare o que a sua rádio faz em relação ao seu competidor. É para mais ou para menos? O que a sua emissora leva aos seus ouvintes? Quais são as necessidades do seu público? O que você faz para alcançá-las? Você tem consciência dos fatores externos (e não controláveis) que envolvem a sua marca?

Pense na seguinte fórmula:

A = O que a sua rádio faz.

B = O que sua concorrência faz.

C = Fatores externos.

Y = Sua audiência.

Então: (A-B) x C = Y

Se A-B der como resultado um número negativo, é hora de acender o alarme na sua empresa.

Fonte: http://gabrielpassajou.com

0 comentários:

Publicidade

Acessos Paises - Últimas Atualizações - Blog dos Radialistas